quarta-feira, novembro 17, 2004

Alecrim, a planta "mágica"


http://gmail.google.com/gmail?view=att&disp=attd&attid=0.1&th=10046916a9ce606a


Símbolo do amor e da morte, e uma tradicional erva usada pelas bruxas e curandeiras do mundo, o alecrim é uma planta interessante e de fácil cultivo.

Originário da Costa do Mediterrâneo, seu nome em latim (Rosamarinus), remete à Rosa do Mar. Até hoje, é considerado um eficiente remédio contra a inveja e o "mal-olhado".

Também é muito popular como tempero, especialmente em carnes de porco, cabrito, carneiro e peixe. Mas por ter um sabor muito forte, deve ser usado moderadamente.

Dizem que as folhas de alecrim são muito eficientes em problemas circulatórios. Também auxilia na digestão e no combate à dor de cabeça.

6 Comments:

At 17 de novembro de 2004 06:59, Blogger Gibran said...

Olás...

Alecrim é realemnete uma ervinha milagrosa. Meu sacerdote custuma dizer que quando você não sabe o que usar (magicamente) você deve substituir por sãndalo, já eu faço o mesmo, mas com o alecrim...

Fora que ele é indispensável nos "dias de avental", quando vou me aventurar na cozinha..rsr

Abraços!

 
At 4 de fevereiro de 2009 04:09, Blogger Milena said...

ALECRIM
Nome: alecrim, alecrim de jardim.

Indicações: as flores do alecrim são utilizadas em chá contra a clorose (palidez na menstruação), histeria, inapetência, nervosismo, tosses, indigestão, bronquites e asma. Como banho, é bom para problemas de pele. O chá provoca um suadouro. Purifica o sangue, tônico do coração. Estimulante, antiespasmódico e ligeiramente diurético. Atua como colagogo (sobre a secreção biliar), para dor de cabeça, cansaço físico e mental. Equilibra a pressão arterial. Problemas renais. Problemas digestivos. Faça um chá (infusão - água quente sobre a planta, tapar, deixar de 10 a 15 minutos) com as folhas.

Indicado também contra a falta de apetite e problemas intestinais. Ajuda em casos de hepatite, amenorréia e dismenorréia. Para esgotamento cerebral e depressão leve.

Ação: diurético, estimulante geral do corpo e do couro cabeludo, anti-reumático, tônico da circulação e do sistema nervoso, redutor da formação de gases e antiinflamatório.



Externamente combate as dores articulares, contusões, entorses e dores reumáticas. O óleo do alecrim é bom para o cabelo; ou pode-se utilizar o chá da planta como banho capilar (não todos os dias - alterne com outros tipos de chás). Estimula a circulação do couro cabeludo e o crescimento de cabelos (mais detalhes), sendo usado contra caspa e para prevenir contra a queda excessiva dos fios. Fortifica o couro cabeludo

Cosmética: embeleza e rejuvenesce o cabelo e o corpo.

Usado também como tempero para carnes e molhos.

Partes utilizadas: Flores e folhas.

Contra-indicação: O uso interno prolongado pode provocar gastro enterites e nefrites.

(Rosmarinus officinalis L.)


Pode ser usado o pé todo.

As folhas auxiliam no tratamento da clorose, palidez na menstruação, falta de apetite, medo, nervosismo, digestão difícil, tosse, bronquite e asma. Usa-se também fazer o banho para eliminar impurezas da pele e afecções diversas. O chá do alecrim limpa e afina o sangue, auxilia no tratamento do coração e elimina o reumatismo.

Uso: Colher, secar na sombra (o sol queima a planta) e tomar o chá por 7 dias. Descansar 3 dias e repetir outras vezes do mesmo modo. Tomar um copo por dia, em pequenos goles.

Fonte: www.plantaservas.hpg.ig.com.br

ALECRIM
(Rosmarinus officinalis L.)
Família: Lamiaceae (Labiatae)

Nomes Populares: alecrim-de-jardim, alecrim-rosmarino, libanotis.

Componentes Químicos: acetaldeído, borneol, cânfora, cineole, ácido isovalérico, ácido tânico.

Partes Usadas: folhas e flores.

Propriedades: estimulante, anti-espasmódica, estomacal, vasodilatora, anti-séptica.

Indicações terapêuticas: dores reumáticas, contra depressão e cansaço físico, gases intestinais, debilidade cardíaca, inapetência, cicatrização de feridas.

Modos de uso: infusão das folhas frescas ou secas na forma de compressas, decoto das folhas na forma de loção, na forma de pomada usando-se o suco concentrado.

Fonte: www.ciagri.usp.br

Alecrim

Nomes Populares
Alecrim, rosmarino, erva da recordação.

Nome Científico
Rosmarinus Officinalis / família Labiadas

Origem
Sua origem remonta às praias do Mediterrâneo ( o nome rosmarinus vem do latino que significa "o orvalho que vem do mar", devido ao cheiro das flores vegetando à beira mar). . Carlos Magno obrigava os camponeses a cultivá-lo. Foi companheiro dos portugueses nas Entradas e Bandeiras. Antigamente queimava-se caules de alecrim para purificar o ar do quarto de doentes em hospitais.

Partes usadas
Folhas e flores

Lendas e Mitos
Conta-se que numa viagem Nossa Senhora sentou-se à sombra de um alecrim para dar de mamar ao menino Jesus: por isso acredita-se que a planta nunca atinja altura superior à de Jesus adulto.Outro conto diz que a Bela Adormecida foi acordada pelo príncipe com um ramo de alecrim.Os gregos usavam coroas de alecrim em festas, como símbolo da imortalidade.A crendice popular usa o alecrim para afastar olho gordo, erva da juventude eterna, do amor, amizade e alegria de viver. Erva colocada debaixo do travesseiro afasta maus sonhos. Tocar com alecrim na pessoa amada faz ter seu amor para sempre.



Características e Cultivo
Arbusto rústico e persistente, atinge até 2 metros de altura, com folhas resinosas, coriáceas, lineares e verde-escuras. O caule, quadrado, torna-se lenhoso à partir do segundo ano. Locais ensolarados, companheira da sálvia, brócoli e couve, atrai abelhas e repele moscas da cenoura. Solo drenado e permeável, vai bem mesmo nos pedregosos.

Bom para os rins e vesícula e equilíbrio da pressão arterial, auxiliando a boa circulação; auxilia nos estados de depressão, dores reumáticas, digestão, facilita menstruação, combate gota, icterícia é anti-séptico, sedativo, fortalece a memória. Bochechos de infusão são recomendados para aliviar aftas, estomatites e gengivites.

Para asma: fumo de alecrim ( reduzir a pedaços pequenos as folhas secas. Fazer cigarro e fumar quando ameaçar ataque de asma).

Para reumatismo, eczemas e contusões: folhas cozidas no vinho usadas externamente.

Anti-séptico bucal: infusão comum.

Para sarna: infusão bem forte aplicada externamente.

Cicatrizante de feridas e tumores: folhas secas reduzidas a pó ou suco.



Cosmética
Vinagre de alecrim ou chá bem forte no cabelo depois de lavado estimula a saúde dos folículos capilares e evita a calvície; xampú para fortificar. Na pele, restabelece o ph natural (é ligeiramente adstringente).Óleo de alecrim é bom para passar no corpo pós banho. Creme para lábios sensíveis: 1 col café de manteiga de cacau, 1/3 de col de café de glicerina, essência de alecrim. Derreta a manteiga, misture a glicerina e o alecrim. Impede rachadura dos lábios ou irritação.Tônico facial de alecrim: 1,5 xíc de água, 1 maço de alecrim, 1/2 dose de conhaque. Ferver o alecrim na mistura de água e conhaque por 15 minutos. Filtre e conserve em vidro escuro. Para pele precocemente envelhecida: 50 gs de alecrim em infuso em 1 litro de água por 10 minutos. Coe e faça compressa no rosto após a limpeza.

Utilização
Uso caseiro
Inseticida natural, plantado na horta protege as outras plantas. Ramos de alecrim frescos, colocados entre as roupas defendem-nas de ataque de traças.Desinfetante de alecrim: ferver folhas e pequenos caules de alecrim por meia hora. Quanto menos água mais concentrado. Espremer e usar para limpar louças e casas de banho. Para desengordurar melhor, misturar um pouco de detergente. Guardar na geladeira, dura uma semana. Galhos floridos secando num vaso na casa estimula a memória.

Uso culinário
Aves e carnes brancas, carneiros, peixes, batatas, omeletes e molhos. Carnes de caça, frutos do mar, pães. o famoso "néctar dos deuses"parece que é o mel de alecrim

Uso mágico
Afasta olho gordo, erva da juventude eterna, do amor, amizade e alegria de viver. Erva colocada debaixo do travesseiro afasta maus sonhos. Tocar com alecrim na pessoa amada faz ter seu amor para sempre.Poção de amizade leva alecrim.

Aromaterapia
O óleo essencial de alecrim é utilizado para dores musculares, reumatismo,artrite, prisão de ventre, tosse, sinusite, resfriado, bronquite, enxaqueca, deficiência de memória, cansaço.

Efeitos colaterais
Não é indicado durante a gravidez e nem para epiléticos; em caso de overdose pode causar gastroenterites e/ou nefrites.

Fonte: www.achetudoeregiao.com.br

 
At 1 de maio de 2009 19:34, Anonymous Anônimo said...

porque esta erva ñ é recomendada para gestantes?

 
At 27 de setembro de 2011 03:07, Anonymous Anônimo said...

É realmente uma erva milagrosa.. me alivia qualquer tipo de incomodo de dores mentruais.

 
At 28 de setembro de 2011 05:49, Blogger Milena said...

Bom Dia.
Eu, Milena, sei de fonte segura e cientifica que esta erva não é idicada para gestantes, pois provoca abortos incompletos, podendo causar morte, pois em casos conhecidos cientificamente ficou comprovado que a hemorragia foi causada pela erva.

* Quase tão milagroso quanto a erva é o Vinagre de vinho tinto e de maçã. Estou um pouco atrazada, mas vou preparar um informativo. Obrigada. Milena

 
At 16 de maio de 2013 02:37, Anonymous Anônimo said...

I have read some just right stuff here. Certainly value bookmarking for revisiting.
I surprise how so much effort you place to make this type of fantastic informative web site.


Here is my webpage :: buy cardshare

 

Postar um comentário

<< Home