quarta-feira, outubro 13, 2004

Cuidado! Índice de CO2 na atmosfera cresce mais que o esperado.

A presença de dióxido de carbono na atmosfera cresceu de forma muito preocupante entre 2001 e 2003, de acordo com as estatísticas reveladas, nesta semana, pela imprensa britânica, na véspera de uma conferência do grupo ambientalista Greenpeace, em Londres.

Segundo o "The Guardian" e o "The Independent", é a primeira vez que a quantidade de dióxido de carbono aumentou em mais de 2 unidades por milhão de partículas (ppm). O crescimento foi registrado em dois anos consecutivamente. Entre 2001 e 2002, o número de partículas de dióxido de carbono por milhão de partículas passou de 371,02 para 373,10 --um índice de 2,08 ppm/ano. No ano seguinte, aumento para 375,64 --2,54 ppm.

O levantamento é registrado anualmente no pico do monte Mauna Loa, no Havaí, desde 1958, pelo cientista americano Charles Keeling, 74. Para Keeling, apenas em 1973, 1988, 1994 e 1998 houve registros acima de 2 ppm. "O aumento do número de partículas de dióxido de carbono por dois anos seguidos é um fenômeno novo", diz o cientista.

O que mais preocupa Keeling é que em 2001 e 2002 não aconteceu o fenômeno do El Niño, como havia ocorrido nas outras quatro vezes.

O cientista acredita que uma das explicações seria o enfraquecimento da capacidade da Terra de absorver o excesso de dióxido de carbono, o aquecimento do planeta e a incapacidade de oceanos e florestas absorverem o dióxido de carbono, associado à mudança brusca do clima.

1 Comments:

At 19 de novembro de 2009 20:27, Anonymous Anônimo said...

ler todo o blog, muito bom

 

Postar um comentário

<< Home